Logotipo Da Fórmula de Gestão

Atuação Nacional

Minha Empresa Está Falindo! Como Recuperá-la?

Atuamos Em Todo Brasil!

Link Para Abrir Whatsapp da Fórmula de Gestão(11)9.8834-4926
Fundador

Há uma grande satisfação emocional e obrigação moral nessa função. Álvaro, quando mais jovem viu seu pai falir duas empresas que foram bem sucedidas e tristemente o viu também sucumbir com a queda dos seus negócios. A impotência na época diante da situação o motivou a buscar aprender e investir em ser capaz de auxiliar os empresários que passam por momentos difíceis, momentos que podem atingir um estágio crítico.

Por isso, nosso CEO, Álvaro Marcos, acumulou conhecimento e experiências ao longo de 10 anos para tornar-se um especialista em gestão de empresas em crise.

Alvaro Marcos - Fundador da Fórmula de Gestão
Contato
Oportunidades

"Minha empresa está falindo!" O tom de angústia e nervosismo nessa frase é audível. Devido ao cenário econômico crítico que o país vem enfrentando, é comum que diversas empresas também enfrentem dificuldades infelizmente.

Para o empreendedor que tem sua empresa falindo recuperar o seu negócio, é necessário ter planejamento e preparação.

O que é importante endender antes de elaborar um planejamento para salvar uma empresa da falância?

Antes de elaborar um planejamento, é necessário entender como e porque sua companhia chegou a este estado. Dentre as principais características de empresas rumo à falência estão as poucas vendas, os estoques cheios e ausência de capital de giro.

Somente após detectar o problema é que se pode dar início a um planejamento. Temos um vídeo que fala melhor sobre os estágios de declínio de uma empresa.

Se a sua empresa vem passando por dificuldades e corre o risco de decretar falência, entre em contato conosco imediatamente.

Nós listamos 6 dicas de como recuperá-la.

1. Organize o negócio

Antecipando qualquer medida, o empresário deve organizar financeiramente sua companhia como um todo. Assim, ele terá uma noção melhor do que deve ser estruturado e por onde dar início ao seu procedimento de retomada.

2. Reduza as despesas

Se a há empresa falindo, o ideal é reduzir as despesas. Para isso, o empreendedor deve calcular todas as suas despesas mensais, além das suas dívidas – tanto as do negócio, quanto as pessoais.

As mesmas, não só as dívidas, também as despesas comuns, devem ser organizadas por categoria, a análise será muito mais fácil! Em nosso canal no YouTube há um vídeo sobre OBZ que fala sobre ordenar e cortar custos.

A partir daí, determine aquilo que pode ser cortado. Custos como viagens de trabalho, assinatura de pacotes de telefonia (no qual parte dos serviços não é utilizada) são exemplos de despesas desnecessárias que comprometem o orçamento da empresa quebrada.

Ações como não deixar as luzes acesas após o expediente também são uma forma de diminuir os gastos.

3. Renegocie seus débitos

Outro passo importante que uma empresa que está indo mal deve dar é entrar em contato com as instituições financeiras para fazer uma renegociação das suas dívidas.

Além disso, é válido ressaltar que, para que as renegociações sejam vantajosas, é necessário que o empreendedor possua um planejamento financeiro. Esse planejamento se faz necessário, pois, no momento da negociação, o empresário conseguirá comprovar que tem condições de saldar os débitos.

4. Cautela na demissão de funcionários

O principal equívoco de uma companhia que está prestes a decretar falência é fazer demissões desordenadas de funcionários.

Isso funciona assim, pense: sua empresa está falindo, este é o momento no qual você mais precisará de seus colaboradores, afinal quanto mais pessoas trabalhando em prol de um objetivo (a recuperação da empresa), mais rápido e efetivo será o resultado. É justamente aí que boa parte das empresas nessa situação peca.

Portanto, evite medidas precipitadas. Sua empresa precisa tanto dos seus funcionários, quanto eles dela. Demissões devem ser muito bem planejadas, visando apenas os corte de custo desnecessário.

5. Use a reserva

A reserva de uma empresa serve justamente para momentos como este. Se uma empresa está falindo e não tem mais aonde recorrer, deve fazer o uso deste dinheiro para auxiliar a companhia a sobreviver a esta fase e a captar novos clientes.

6. Inove

Além de adotar estas medidas, não deixe de inovar seu negócio. Busque sempre adaptar a empresa ao mercado, pois este vive em constante mutação. Tal adaptação é importante, visto que quando uma empresa insiste em um único modelo de negócio, está fadada à estagnação.

A empresa deve não só fidelizar seus clientes, mas também conquistar novos. Expanda o seu público inovando em seus produtos e serviços.

O Que Fazer Quando a Empresa Está Falindo?

A falência é uma situação bastante desagradável, mas que pode ser evitada através de consultoria financeira empresarial

Mesmo quando o empreendimento já está em situação bastante delicada financeiramente, uma empresa de consultoria financeira empresarial pode atuar diretamente para salvar este negócio.

Com as decisões tomadas de maneira mais assertiva, através da consultoria administrativa financeira, uma empresa pode reduzir custos, cortar gastos, ampliar eficiência e receber investimentos externos que irão garantir a sua solvência financeira e ampliar a sobrevivência deste empreendimento no mercado.

Aporte no Mercado Financeiro

Uma das melhores e mais rentáveis formas de escapar da falência e solucionar uma crise administrativa é receber investimentos do mercado financeiro. A empresa de consultoria possui parceiros no mercado especializados em investir em empresas que estão em vias de falir, de forma a devolvê-las a capacidade de gerar valor novamente, recuperar seus ativos e voltar a dar lucro.

Quer saber como este aporte pode chegar à sua empresa?

É possível recuperar empresas próximas de falir?

Há sim formas de recuperar uma empresa em processo de falência.
O principal recurso disponível nesses casos é a assessoria de empresas especializadas nesse tipo de processo judicial. O processo fica mais fácil, pois com um bom plano de recuperação e uma consultoria financeira empresarial, basta seguir as etapas e executar o plano à risca.

Diversos fatores externos e internos podem contribuir de forma positiva ou negativa para o rendimento de uma empresa, como a diminuição do capital de giro, pela estagnação de vendas, ou até mesmo os estoques cheios e excessos de financiamentos.

Em consequência, a empresa pode passar da linha vermelha e decretar uma possível falência, saindo do mercado, sem antes mesmo consolidar-se. Porém, existem ações eficientes que podem ajudar os negócios a se alavancarem durante esse período instável e de incertezas.

8 dicas para se recuperar da falência

Para evitar que todos esses processos ocorram, vamos listar algumas ações importantes que você precisa fazer agora mesmo, a fim de evitar que sua empresa decrete falência. Veja, abaixo, quais são:

1. Organize-se financeiramente

Antes de mais nada, é imprescindível que você deva “arrumar a casa”, ou seja, organizar de forma eficiente o financeiro, observando atentamente o que entra e o que sai da empresa.

Assim, você terá a chance de reestruturar-se no processo, descobrindo por onde começar a eliminar os déficits, avaliando também no quanto isso poderá te custar.

2. Faça uma contabilização eficiente

Já que o fator crucial é o financeiro, aprofunde-se nessa administração e contabilize todos as suas dívidas, enumerando por ordem de prioridade e/ou urgência os pagamentos e os credores relacionados.

Para que você consiga organizar essas informações de forma eficiente, recomendamos separá-las também por categorias, como ações trabalhistas, bancárias e tributárias, por exemplo.

Além disso, divida-os por formatos, como cheques, cheques especiais, financiamentos e demais concessões de crédito. Apesar de ser taxativa, essa atividade fará com que você analise seus gastos e consiga substituí-los por outros mais em conta.

3. Inicialmente, pague o mais importante

Como vimos, definir as prioridades é crucial para colocar o seu negócio nos eixos. Sendo assim, busque os pagamentos mais importantes, como é o caso de valores de financiamentos não pagos, cujo débito poderá contribuir com a paralisação da sua empresa.

Outro exemplo a citar são quando pagamentos de financiamentos de Pessoa Física, com taxas mais caras, podem contribuir negativamente para saúde financeira da empresa.

4. Renegocie suas dívidas sempre que for necessário

Com um bom planejamento financeiro, as negociações poderão ser mais conscientes e você poderá comprovar sua eficiência aos credores, pois sabemos o quão importante é mostrar a total capacidade de cumprir acordos e mostrar seriedade e responsabilidade pelos pagamentos.

Além de promover a redução dos seus valores, os credores poderão facilitar futuras concessões de benefícios, como em instituições financeiras.

5. Filtre os desperdícios

Tudo o que consumir o seu financeiro de forma exagerada, seja a compra de insumos e maquinário desnecessário, ou consumo excessivo de energia elétrica e água em sua empresa, deve ser imediatamente monitorado. A ideia é que não haja demissões de funcionários, mas sim uma gestão mais eficiente para adaptar-se à nova realidade de sua receita interna.

Caso seja necessário, opte por trocar o estabelecimento físico para um mais barato, analisando minuciosamente a efetividade dessa ação, pois sabemos que mudanças podem ser burocráticas para um negócio.

6. Administre a sua reserva e faça bom uso do seu financeiro

Geralmente, é recomendado que o dono da empresa realize a divisão de seu lucro em três partes importantes: uma para reinvestimento, outra para reserva do capital de giro, e a última para a sociedade. Tal ação pode ser muito importante para um momento de crise.

7. Separe o profissional do pessoal

Infelizmente, esse é um erro que muitos empreendedores cometem. Quando as contas pessoais acabam apertando, o financeiro do negócio acaba sendo utilizado para pagar contas pessoais.

Contudo, sabemos que ao retirar todo esse montante do seu caixa, o empreendedor dificultará ainda mais as possibilidades de sair do vermelho de forma sustentável. O ideal é ter sempre a porção financeira para cada campo: o pessoal e o profissional.

8. Tenha um sistema de gestão eficiente

Ter um software capaz de registrar tudo o que entra e o que sai da empresa é muito importante nessas horas. Existem situações na qual o dono do negócio pode não conseguir enxergar o tamanho do seu lucro ou de seu prejuízo. Sem essas informações mensuradas de forma correta, não será possível elaborar um plano de ação eficiente para combater as instabilidades financeiras de seu negócio.

Por isso, fazer o registro de tudo nada mais é do que uma garantia de que você não terá futuras surpresas.

Lembre-se do motivo que te levou a falência

Esse pode ser um processo difícil, mas necessário se você deseja evitar a falência no futuro e, ao mesmo tempo, se recuperar do cenário atual. Portanto, em primeiro lugar, compreenda como as coisas chegaram nesse ponto.

Para algumas pessoas, pode ser a perda de um emprego, despesa médica, gastos excessivos, entre outras questões que devem ser abordadas ao longo do caminho.

Sendo assim, a dica é: crie um orçamento por escrito. O primeiro passo é verificar se você está vivendo conforme seus recursos. Caso não possa confiar em você mesmo com um cartão de crédito em mãos, suspenda esse benefício.

Ou configure suas cobranças mensais de forma automática. O que, de certo ponto, remove a tentação de gastar, além de construir uma boa pontuação ao longo do tempo.

E, dentro de alguns anos, essa responsabilidade com o dinheiro será recompensada com uma ótima pontuação de crédito.

Como Sair Da Falência?

O orçamento é sempre um assunto delicado, especialmente se você nunca teve o hábito de acompanhar seu dinheiro antes. Contudo, essa é uma das principais dicas de como sair da falência.

Portanto, o primeiro passo rumo ao sucesso é uma ótima gestão dos seus recursos financeiros. E existem vários meios para rastrear suas despesas e receitas, como, por exemplo, uma planilha excel bem elaborada ou um ERP.

Para começar, elenque todas as suas despesas fixas, como o pagamento de hipoteca, contas domésticas, seguro e qualquer coisa que você pague mensalmente.

Após esse processo, verifique se o orçamento atual tem como arcar com todos os custos.

Para te auxiliar, separamos algumas dicas sobre como economizar dinheiro no orçamento:

1 - Espaço acessível

Talvez, um local um pouco mais distante do centro da cidade pode ser uma boa solução quando se trata de aluguéis mais baratos.

Ou, se for uma opção viável, escolher dividir a casa com um amigo pode ser uma ótima solução para seu orçamento. Ainda que sacrifique sua privacidade, a despesa com moradia cairá pela metade.

2 – Pague com inteligência

Você pode economizar dinheiro pagando o seguro do seu automóvel a cada seis meses, por exemplo. Pois, essa condição, às vezes, oferece formas mais inteligentes de pagamento do que o plano mensal.

Também é possível fazer compras online e considerar sites como o Rakuten, que oferece dinheiro extra de volta.

3 – Revise seus pagamentos recorrentes

Essa é a hora de fazer uma “faxina” no orçamento. Confira a fatura do cartão de crédito e localize quais serviços mensais de assinatura não são utilizados com frequência.

Esse tópico pode incluir uma associação de academia, um serviço de streaming ou qualquer outro tipo de assinatura.

A regra é simples: se você não utiliza o serviço, faz sentido cancelar a inscrição.

Pague no prazo

Esse é um dos grandes segredos de como sair da falência: pagamento pontual. Afinal, essa parte representa uma grande fatia da sua pontuação geral no histórico de crédito.

Já os pagamentos em atraso comunicam os credores que você não é responsável com seu orçamento. O que os torna cautelosos quanto a emprestar dinheiro para você no futuro.

Para aumentar sua pontuação de crédito, elabore um sistema (ou cronograma) para que você coloque todas as contas em dia até a data do vencimento.

Inclusive, muitas pessoas consideram definir um alerta no calendário no dia anterior ao vencimento de um pagamento para evitar a perda de prazo não intencional. E, sempre que possível, configure o pagamento automático.

Adicione contas positivas ao seu histórico

Após a falência, se qualificar para linhas de crédito, cartão de crédito ou empréstimo, se torna um processo árduo.

Portanto, para melhorar sua chance de ser aprovado, você pode adicionar linhas positivas e faturas atuais ao seu histórico de crédito. Isso pode ajudá-lo posteriormente, quando solicitar um novo crédito.

Encontre maneiras de melhorar sua pontuação de crédito

Se você deseja desfrutar das vantagens de uma excelente pontuação de crédito, aqui estão duas dicas essenciais que podem ajudá-lo no trajeto:

Não solicite novas contas com frequência

Quando você solicita uma nova linha de crédito, uma consulta rígida é aplicada no seu histórico. Esse tipo de consulta pode reduzir sua pontuação temporariamente.

Uma consulta de crédito pode permanecer em seu relatório por 24 meses, o que poderá afetar sua pontuação de crédito nos primeiros 12.

Também é recomendável que você não solicite diversos cartões de crédito em um curto período de tempo ou antes de tomar um empréstimo grande como uma hipoteca, por exemplo.

Peça ajuda a um amigo ou parente

Se você tem um parente ou um amigo com uma conta bem gerenciada, é possível pedir auxílio.

Se o amigo ou ente querido adicionar você a um cartão de crédito existente como usuário autorizado, isso pode ajudar a aumentar seu histórico de crédito.

Se a conta estiver em boas condições, tornar-se um usuário autorizado pode melhorar sua pontuação. Contudo, tome cuidado para não ceder às tentações e adquirir mais dívidas.

Evite negócios injustos

Tenha em mente que muitas organizações têm como alvo grupos vulneráveis, especialmente com pedidos de falência recentes. E nem sempre essas propostas geram bons resultados.

É por isso que você pode (e deve) pensar com cautela antes de aceitar propostas de empresas que oferecem empréstimos e acordos com altas taxas de juros.

Portanto, não se deixe levar pela ansiedade, pois a melhor forma de sair da falência é restabelecer gradualmente o crédito.

O Que Fazer Diante da Falência?

Quando a falência for iminente e aparentemente inevitável, é preciso, principalmente, priorizar o pagamento de dívidas a credores, cortar ações deficitárias (reduzir pessoal, diminuir gastos, eliminar despesas desnecessárias e desperdícios, vender ativos) e, principalmente, procurar uma empresa de consultoria empresarial.

Afinal, muitas empresas têm processos administrativos viciados e ineficientes que levaram à situação de falência e também irão impedir os gestores de tomar as decisões necessárias estrategicamente, visto que lhes faltam dados e uma visão mais ampla da empresa. Algo que a consultoria administrativa financeira pode ajudar a sanar.

Empresa Falida, O Que Fazer?

Se no seu caso a empresa já teve sua falência decretada, é uma “empresa quebrada”, suas necessidades são outras.

Você pode se manifestar, pois trata-se de um processo judicial do qual você é parte, mas recomenda-se que uma empresa quebrada busque consultoria jurídica e consultoria empresarial, devido a delicadeza da situação.

Para ter uma ideia, todos os processos de bens, ações, negócios e afins do empresário serão juntados sobre o mesmo juízo. 

Como Salvar Uma Empresa Falida?

A melhor alternativa para salvar uma empresa falida é buscar ajuda de uma consultoria. Há um recurso que pode questionar a decretação da falência, mas o prazo é curto, dez dias para se manifestar.

Existe ainda o caso de Ação Rescisória, que pode argumentar sobre a nulidade do julgamento, porém é bem raro que seja aplicável.

Ainda que seja irreversível e seus ativos sejam todos liquidados para saldar os credores, é importante ter apoio de profissionais que esclareçam os processos e defendam seus interesses.

Para Salvar o Empreendimento

Diante de uma provável falência, é muito importante agir com cautela e não abrir processo judicial de falência no primeiro momento. Primeiro, conte com a consultoria empresarial para salvar o empreendimento com aporte de players do mercado financeiro e fundos de investimento que ajudam a salvar as empresas da falência. Esta pode ser a injeção de recursos que o negócio precisa para voltar a lucrar.

Se você está nesta difícil situação e não deseja que sua empresa vá realmente à falência, conheça a solução em consultoria empresarial que oferecemos a você. Acesse nosso site!

Como Recuperar Uma Empresa Em Processo de Falência?

Empresas em processo de falência são àquelas que estão assoladas de dívidas e prestes a não ter mais condições de funcionamento.Essa situação ocorre quando há muitas dívidas e não existe forma para pagar seus fornecedores ou mesmo seu corpo de funcionários. O processo de falência envolve muitas fases e existem, sim, formas de recuperação dessa empresa.Nesses casos, a empresa entra em Recuperação Judicial e pode sim, perfeitamente se salvar.

Em alguns casos, as organizações entram em leilão, a fim de arrecadar os valores necessários para quitação das dívidas, já em outros contextos, é possível recorrer à consultoria em gestão empresarial, por exemplo, e voltar às práticas da empresa.

O que acontece com a empresa que não consegue se recuperar?

Depois de todo esse processo, se a empresa realmente não está apta para a recuperação total e o pagamento de suas dívidas, o juiz decreta a sua falência. A empresa e todos os bens materiais ligados a ela são leiloados e o valor arrecadado vai para pagamento da dívida com os credores e, principalmente, as de cunho trabalhista.

O que acontece com a empresa que consegue escapar da falência através de um recuperação judicial?

Para aqueles empresários que recuperam a sua empresa, cumpriram seu plano corretamente e conseguiram voltar ao funcionamento, devem apresentar o balanço ao juiz.O administrador judicial, encarregado de auxiliar no processo, faz o intermédio entre todas as partes, empresa, credores e juiz.
Ao fim do processo, tendo sucesso na recuperação, o proprietário retoma o controle da empresa normalmente.

Alguns De Nossos Vídeos No Youtube
Recuperação Judicial da Kodak
Recuperação Judicial da Chrysler
Recuperação Judicial da Kmart

Você Vai Se Surpreender Com As Oportunidades Que Temos Para Sua Empresa!