Logotipo Da Fórmula de Gestão

Atuação Nacional

Processo Sucessório Em Empresas Familiares

Atuamos Em Todo Brasil!

Link Para Abrir Whatsapp da Fórmula de Gestão(11)9.8834-4926
Fundador

Há uma grande satisfação emocional e obrigação moral nessa função. Álvaro, quando mais jovem viu seu pai falir duas empresas que foram bem sucedidas e tristemente o viu também sucumbir com a queda dos seus negócios. A impotência na época diante da situação o motivou a buscar aprender e investir em ser capaz de auxiliar os empresários que passam por momentos difíceis, momentos que podem atingir um estágio crítico.

Por isso, nosso CEO, Álvaro Marcos, acumulou conhecimento e experiências ao longo de 10 anos para tornar-se um especialista em gestão de empresas em crise.

Alvaro Marcos - Fundador da Fórmula de Gestão
Contato
Oportunidades

O processo sucessório em empresas familiares é decisivo para determinar o futuro da organização. É um momento único, que acontece uma vez a cada geração, em que a mais antiga precisa ceder o controle para a mais nova.

Porém, muitos gestores têm uma grande dificuldade em fazer esta passagem. Imagine perder o controle daquilo que você trabalhou a vida inteira para conquistar. Mesmo que seja um familiar, até um filho, isso não é fácil.

Portanto, este post vai ajudar você a entender como fazer o processo sucessório em empresas familiares, para que tudo ocorra da maneira ideal e o negócio continue fazendo sucesso.

O mindset ideal para o processo sucessório em empresas familiares

O primeiro passo para fazer o processo sucessório em empresas familiares é garantir que todos os envolvidos estão no mindset correto para isso.

Em primeiro lugar, o herdeiro. Ainda é comum que os herdeiros tomem a frente do negócio da família, simplesmente porque esta é a “norma”. Porém, não é sempre que a próxima geração compartilha do entusiasmo para gerir ou mesmo para o ramo no qual a empresa trabalha.

Todo empreendedor ou dono de empresa sabe que isso é um processo extremamente trabalhoso, cansativo e que demanda bastante tempo. Portanto, o ideal é garantir que a próxima geração compartilhe da mesma paixão e tem interesse em gerir a empresa. Caso contrário, a chance de sucesso da mesma tende a ser menor.

Por outro lado, a gestão anterior também tem a sua parte em facilitar o processo sucessório em empresas familiares. Ele precisa estar pronto para abrir mão do controle da empresa. Não é necessário que ele se afaste totalmente, podendo até mesmo assumir uma função de consultor. Mas é preciso que todos entendam que é a nova gestão que toma as decisões.

Se o fundador ou a gestão anterior continuar mandando, mesmo após o processo sucessório, isso passa uma péssima mensagem. Os colaboradores e o próprio novo gestor perdem confiança na sua autoridade e a empresa acaba se vendo sem uma liderança clara.

Por isso, é essencial que ambos tenham o mindset para o processo sucessório em empresas familiares.

Elaborando um plano sucessório

Outro grande desafio é manter o crescimento da empresa e da família em um ritmo que faça sentido. Por exemplo, imagine que dois irmãos fundaram um negócio e cada um tem dois filhos. Na segunda geração, são quatro pessoas brigando pela liderança da empresa. Na próxima geração, podem ser oito se cada um também tiver dois filhos, e por aí vai.

Ou seja, passa a ser impossível que o negócio mantenha todos, especialmente em uma posição de igualdade. É preciso, então, ter um plano para garantir a transferência de conhecimento, experiência, liderança e autoridade.

Transferindo conhecimento desde cedo

Por isso, o processo sucessório em empresas familiares começa muito antes do que se imagina. É preciso ter uma forma de transferir o conhecimento de cima para baixo. Os diretores da geração anterior podem ensinar sobre a própria empresa, além de como funciona o mercado. Ou seja, o futuro gestor é preparado desde cedo para esta função.

Porém, o mercado à sua volta sempre evolui. A processão sucessória é uma oportunidade para trazer novos conhecimentos para a empresa. Portanto, enquanto o novo gestor conhece o negócio, ele também pode fazer uma faculdade ou um MBA para complementar seus conhecimentos teóricos e trazer algumas novidades para a empresa.

A capacitação para um gestor em uma empresa, especialmente no mercado moderno, é bem longa. É impossível fazer isso em alguns meses, o que significa que é preciso se preparar desde cedo.

No nosso blog, você encontra outros artigos que vão ajudar você a fazer o processo sucessório em empresas familiares! Confira outros artigos e entenda tudo sobre o assunto!

Entendendo para onde a empresa vai

Por isso, além de qualificar e preparar a futura geração, o processo sucessório também deve garantir que o futuro da própria empresa é bem claro. Qual é o seu rumo? Onde ela quer chegar? Qual é seu objetivo no longo prazo?

Apenas assim a empresa pode moldar a geração seguinte da forma que mais faz sentido. Por exemplo, se a empresa busca se modernizar ou mudar de foco, é preciso que o gestor esteja preparado para isso.

Quais são as competências do futuro gestor?

O futuro gestor precisa ter as competências genéricas de qualquer gestor. Isso significa uma visão do cargo e da empresa, além do conhecimento de como é a atuação de um gestor no dia a dia.

Porém, a maior dificuldade no processo sucessório de empresas familiares é na cultura do negócio. É preciso tomar um certo cuidado para não haver uma mudança muito grande na cultura da empresa, instalada pela geração anterior. Se houver, é preciso que ela não entre em conflito com a missão, visão e valores da empresa, pois isso significaria ir contra o que ela representa para o mundo.

Contando com a consultoria

Ficou claro como o processo sucessório em empresas familiares é um grande desafio. Soma-se a isso a necessidade em gerir a empresa no presente, e não surpreende o fato de parte delas não terem sucesso.

Infelizmente, caso a empresa não prepare um plano de sucessão bem preciso, podem decorrer vários problemas, inclusive a falência da empresa. São poucas que sobrevivem à segunda geração e menos ainda que chegam até a terceira.

Como dito acima, os problemas incluem um gestor que coloca todas as esperanças em um único herdeiro, sem que ele realmente tenha ligação com o cargo. Além disso, pode ser que o processo de qualificação não tenha sido bem feito. Enfim, são inúmeras variáveis que podem dar errado neste processo, cada uma com consequências desastrosas.

Contar com uma consultoria pode ser uma excelente forma de fazer o intermédio entre as duas gerações, tornando a escolha um pouco mais objetiva e a que faz o maior sentido para a empresa. Ela atua tanto ajudando o gestor atual a preparar o plano de sucesso como aconselhando a carreira da próxima geração em relação a sua formação e desenvolvimento.

Quer saber mais? No nosso blog, você encontra diversos artigos sobre como fazer o processo sucessório em empresas familiares. Descubra tudo sobre o assunto!

Alguns De Nossos Vídeos No Youtube
Recuperação Judicial da Kodak
Recuperação Judicial da Chrysler
Recuperação Judicial da Kmart

Você Vai Se Surpreender Com As Oportunidades Que Temos Para Sua Empresa!