Logotipo Da Fórmula de Gestão

Atuação Nacional

Compliance Empresarial

Atuamos Em Todo Brasil!

Link Para Abrir Whatsapp da Fórmula de Gestão(11)9.8834-4926
Fundador

Há uma grande satisfação emocional e obrigação moral nessa função. Álvaro, quando mais jovem viu seu pai falir duas empresas que foram bem sucedidas e tristemente o viu também sucumbir com a queda dos seus negócios. A impotência na época diante da situação o motivou a buscar aprender e investir em ser capaz de auxiliar os empresários que passam por momentos difíceis, momentos que podem atingir um estágio crítico.

Por isso, nosso CEO, Álvaro Marcos, acumulou conhecimento e experiências ao longo de 10 anos para tornar-se um especialista em gestão de empresas em crise.

Alvaro Marcos - Fundador da Fórmula de Gestão
Contato
Oportunidades

A corrupção se tornou um termo de destaque, ao longo dos últimos anos, em diversos aspectos, principalmente, econômicos e políticos. Várias empresas tiveram seu nome e reputação prejudicados devido ao envolvimento em escândalos. É justamente nesse momento que o compliance empresarial volta a chamar atenção.

Afinal, o que significa esse termo e como ele é capaz de amenizar os impactos de uma crise dentro do universo corporativo?

O que é compliance empresarial?

A palavra Compliance é derivada do verbo da língua inglesa: to comply. Em tradução livre, o seu significado é estar em acordo ou em conformidade com algo. No caso de empresas, trata-se de agir conforme as leis, normas e regulamentos aos quais são submetidas.

A prática foi desenvolvida com a finalidade de corrigir e, principalmente, prevenir desvios e condutas que possibilitam prejuízos e problemas judiciais para o negócio.

Além disso, o dompliance está relacionado ainda às questões que envolvem ética, sustentabilidade, cultura organizacional. Dessa forma, assuntos que oferecem risco ou irregularidade para a empresa estão sob os cuidados de tal equipe. Afinal, estamos falando de temas que comprometem ainda mais a imagem e a reputação empresarial.

Compliance ganhou notoriedade, conforme explicamos, devido o grande envolvimento de empresas em esquemas de desvios de verba e escândalos políticos. Houve, portanto, a necessidade de entender e implementar a prática na rotina corporativa, para assegurar a saúde do empreendimento.

A princípio, muitas instituições delegaram a nova função à assessoria jurídica, mas com o crescimento da demanda e da responsabilidade, se tornou mais comum a construção de um time próprio para o assunto.

Entenda a importância do Compliance Empresarial

A adoção de compliance dentro da rotina de uma empresa é, na realidade, uma estratégia de negócios. Afinal, é prova de uma gestão eficiente e atenta às normas e regulamentos, bem como uma companhia transparente em seus processos.

Dessa forma, compliance também é, a grosso modo, uma ação para proteger a reputação corporativa.

No entanto, limitar a atuação do Compliance Empresarial apenas à proteção é pouco. Além disso, uma vez implementado, ele é capaz de evitar fraudes internas e externas e de prevenir prejuízos e punições legais.

Um ambiente de trabalho ético e profissional tem potencial para motivar os colaboradores. Esse é outro benefício para empresas que adotam compliance. O espaço se torna mais atraente e competitivo no mercado e, principalmente, para investidores.

É importante frisar que a prevenção realizada pela equipe de compliance é um trabalho em conjunto com o departamento de risco da empresa: são áreas correlatas. Por isso, é fundamental analisar os riscos dos dois setores com o mesmo foco e profissionalismo.

Em síntese, a prática bem estruturada e aplicada pode implicar investimentos e melhores resultados econômicos.

No entanto, não estar em compliance significa possível perda de patrimônio material e imaterial. Fora a evidente falha na gestão e na união entre as equipes de gerenciamento de risco.

Apesar do custo para contratação e do próprio trabalho, compliance não deve ser considerado um obstáculo e sim, uma garantia. Afinal, empresas com bons times do setor têm direito a algumas facilidades. Entre elas, a liberação de crédito, por exemplo.

Como implementar e ter um Compliance Empresarial eficiente

Elaborar e estruturar um bom Programa de Compliance Empresarial não é simples, pois envolve muitas ações específicas e a contratação de um grupo especializado nas diversas áreas do tema.

O primeiro passo, contudo, é estabelecer uma linha direta de contato entre os profissionais contratados para função e os gestores e diretores da empresa. As pessoas que ocupam os mais altos cargos precisam saber de cor todas as normas e regulamentos que envolvem a sua atuação.

Em seguida, os profissionais devem estudar e compreender tudo sobre a cultura corporativa. Apenas assim será possível mapear e identificar falhas e fragilidades no dia a dia de trabalho.

Com essas informações em mãos, fica mais fácil elaborar um Código de Conduta único para o ambiente em questão. Esse relatório consiste em certas políticas de proteção que devem abranger todos os funcionários da companhia. Nessa fase, é primordial adotar uma linguagem acessível, que facilite a compreensão de todos.

Para colocar em prática todas as ações de proteção pensadas para os colaboradores, é necessário que a equipe de compliance realize um treinamento. A ocasião servirá para explicações sobre o Código de Conduta e resolução de dúvidas. Por isso a linguagem é um fator tão decisivo. A compreensão integral de todo material criado exige comunicação e treino. Esse alinhamento não acontece do dia para a noite.

Assim como gestores, diretores e qualquer funcionário que ocupe cargos altos, o restante do corpo de colaboradores também precisa estar em conformidade. O treinamento auxiliará na compreensão de que as normas e regulamentos se aplicam na rotina de trabalho de cada um.

O monitoramento de conduta é uma forma eficiente de perceber e corrigir falhas entre colaboradores. Algumas empresas, inclusive, adotam um sistema de denúncias para facilitar o trabalho do departamento. A partir disso, cabe a investigação precisa e criteriosa e a correção.

Por fim, para que o Programa de Compliance Empresarial saia dentro do planejado e apresente bons frutos, é preciso constante monitoramento e análise crítica. A interpretação para entender se o modelo funciona para o negócio é essencial. Revisar e refazer também faz parte do trabalho. O que importa, de fato, é ter alinhamento entre equipe e Código.

Vale frisar que os departamentos de compliance podem cruzar informações e experiências com parceiros de mercado, além da análise da concorrência ou do que o universo corporativo oferece. Isso garante medidas atualizadas e frescas para dentro do negócio.

Agora que já sabemos como criar do zero um Programa de Compliance Empresarial, é preciso fortalecer as suas estruturas para ter resultados a longo prazo. Confira, dessa forma, algumas dicas para manter em pleno funcionamento o departamento de compliance da sua empresa.

1) Aposte em tecnologias e sistemas avançados para realizar monitoramentos e também para coletar informações necessárias;

2) Adote uma fiscalização constante de funcionários e atividades;

3) Possua sistemas de controle interno;

4) Estabeleça entre todos os setores da empresa uma comunicação transparente e bem estruturada.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Alguns De Nossos Vídeos No Youtube
Recuperação Judicial da Kodak
Recuperação Judicial da Chrysler
Recuperação Judicial da Kmart

Você Vai Se Surpreender Com As Oportunidades Que Temos Para Sua Empresa!