Logotipo Da Fórmula de Gestão

Atuação Nacional

Minha Empresa Está No Vermelho, Qual A Solução?

Atuamos Em Todo Brasil!

Link Para Abrir Whatsapp da Fórmula de Gestão(11)9.8834-4926
Fundador

Há uma grande satisfação emocional e obrigação moral nessa função. Álvaro, quando mais jovem viu seu pai falir duas empresas que foram bem sucedidas e tristemente o viu também sucumbir com a queda dos seus negócios. A impotência na época diante da situação o motivou a buscar aprender e investir em ser capaz de auxiliar os empresários que passam por momentos difíceis, momentos que podem atingir um estágio crítico.

Por isso, nosso CEO, Álvaro Marcos, acumulou conhecimento e experiências ao longo de 10 anos para tornar-se um especialista em gestão de empresas em crise.

Alvaro Marcos - Fundador da Fórmula de Gestão
Contato
Oportunidades

Empreender no Brasil não é tarefa fácil: altas taxas, burocracia, tributações e outras dores de cabeça. Porém, para quem já está cansado de dívidas, a boa notícia é que há tempo de se reestabelecer antes de cogitar fechar as portas do empreendimento.

Apesar de o recomendado ser organizar as finanças do início do ano, é importante que o empreendedor saiba que é possível salvar a empresa em qualquer época, desde que haja comprometimento e profissionalismo para manter a ordem.

Como tirar a empresa do vermelho?

Algumas deduções sobre impostos são feitas no começo do ano, de forma que o cálculo repercuta durante o resto do ano, com menos imprevistos e prejuízos. Iniciar o ano organizado é uma vantagem que poucos empreendedores colocam em prática, mas é o que determina se a empresa vai ou não sair do vermelho.

Com o ano acabando, a dica do momento é ficar atento aos contratos que estejam próximos do fim. Reavaliar a importância e peso dos contratos para a empresa é fundamental, pois evita renovações desnecessárias e mais um ano inteiro de lucro perdido ou mais dívidas. Para proceder corretamente e tirar sua empresa do vermelho.

Situação atual da empresa e suas pendências

O primeiro e mais importante passo para tirar a empresa do vermelho, é compreendendo definitivamente sua situação atual. Entendendo onde se está, o empreendedor é capaz de mirar um único objetivo ou lugar para se chegar. É comum que o empreendedor espere pelo “momento oportuno” quando, possivelmente, ele pode não chegar nunca. Por isso, o melhor momento para se organizar e compreender a empresa, é no presente.

Antes de tudo, montar a relação de dívidas e pendências é um bom começo para aclarar o que deve ser revisto, imediatamente pago ou renegociado.

Renegociação das maiores dívidas feitas

Com as dívidas devidamente organizadas, é hora de escolher qual merece maior atenção e deve obter prioridade na resolução. Algumas pendências são resolvidas facilmente com uma conversa franca, podendo aumentar o prazo de pagamento ou diminuir o valor para que a mesma seja paga à vista, por exemplo. Geralmente, fornecedores são mais acessíveis e prestativos que bancos e governo.

Por isso, é essencial que o empreendedor decida qual dívida é a mais urgente, de acordo com as questões abaixo:

O valor da dívida pode ser inteiramente pago à vista?

A negociação será fácil (fornecedores, vendedores independentes, entre outros)?

A pendência prejudica, pode prejudicar futuramente os processos da minha empresa?

Tais perguntas podem ajudar e muito o empreendedor que ainda tem dúvidas sobre qual dívida priorizar.

Para casos extremos, o empreendedor pode recorrer ao empréstimo e calcular qual seria o impacto da medida em suas finanças empresariais e pessoais.

Como fazer análise para cortes e serviços?

O próximo passo é ir com calma para organizar todos os gastos fixos da empresa, como: aluguel, internet, contas básicas e contadores. Uma das alternativas é renegociar ou trocar fornecedores que oferecem condições e valores mais interessantes pelo mesmo serviço prestado.

Por diversas vezes, o empreendedor opta por um fornecedor que esteja mais próximo ou que seja mais conveniente e se esquece de procurar pelo mais barato. É possível ainda trocar o contrato de um serviço, por outro serviço mais moderno ou que se preocupe com o seu impacto ambiental, tenha responsabilidade social, entre outras características de valor.

Para a decisão no corte de alguns investimentos já feitos, procure manter os que ainda rendem lucros para a empresa. Muitos empreendedores cortam investimentos para priorizar a saúde financeira da empresa, mas pecam por tirar uma fonte lucrativa que gera receita constante ao negócio. Portanto, é preciso atenção na hora de decidir sobre os investimentos mais expressivos da empresa.

Pessoal e profissional

Um erro muito comum entre empreendedores iniciantes é separar o orçamento pessoal com o profissional. Apesar de ser um problema mais visto entre empresários menos experientes, é possível que indivíduos com mais tempo de mercado caiam nessa armadilha em tempos de crise.

As reservas do empreendimento nunca devem se misturar a reserva pessoal, para pagar dívidas pessoais ou contas de fora da empresa. Ao retirar dinheiro do próprio negócio, o empreendedor impossibilita a empresa de crescer sustentavelmente e quitar suas pendências. Por isso, no caso de crise financeira pessoal, o indivíduo deve cortar gastos e não repassar o prejuízo para o empreendimento.

Foco e disciplina no fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o panorama do negócio: ele reúne informações valiosas sobre a saúde da empresa e deve ser acompanhado integralmente pelo gestor. Apesar de não parecer tão promissora enquanto ferramenta, o fluxo de caixa registra dados importantes sobre pagamentos e ganhos.

Dessa forma, o empreendedor é capaz de prever gastos, garantir segurança em caso de imprevistos e formular estratégias para tirar a empresa do vermelho. Todo o trabalho pode ser organizado em planilhas digitais ou até mesmo em papel.

Gestão e controle

Ainda no assunto de fluxo de caixa, é essencial que o empreendedor tenha um sistema de gestão. Com a empresa no vermelho, é mais confiável utilizar de um sistema integrado e atualizado sobre os negócios. Portanto, profissionalizar a atenção às contas da empresa garante que a o gestor tenha dados precisos para tirar a empresa do sufoco.

Sem um controle total sobre as despesas por meio de um sistema de gestão, é muito provável que o empreendimento entre novamente no vermelho. Ou seja, registrar cada passo dado é fundamental para reorganizar os processos em caso de inadimplência.

Contrate uma consultoria financeira empresarial especializada

Como último e mais importante passo: contratar uma consultoria financeira empresarial especializada para resolver a situação. É normal que o empreendedor não tenha as ferramentas necessárias para tirar a empresa do vermelho em tempo hábil, com algum fluxo de caixa e mantendo certos aspectos da saúde financeira do negócio.

Por esse motivo, é essencial que a contratação de uma consultoria especializada seja feita ao menor sinal de dívidas acumuladas. Agora que você já compreendeu todos os passos para tirar sua empresa do vermelho, visite o site e veja outros artigos para o seu sucesso profissional.

Alguns De Nossos Vídeos No Youtube
Recuperação Judicial da Kodak
Recuperação Judicial da Chrysler
Recuperação Judicial da Kmart

Você Vai Se Surpreender Com As Oportunidades Que Temos Para Sua Empresa!